domingo, 9 de novembro de 2014

Reciclagem

As árvores da praça são velhas
é velho o centro da cidade
o dentro de você
é velha a sua pasta
ficou velho o sabor crasso
a luz estreita e vagarosa da via

E agora,
por vagabundagem
ouve-se o melodioso
ranger empenado
desse engenho
que recicla
o peso que havia

Porém mais leve porém mais velho porém mais leve


Puro abuso

Rooms by the sea - Edward Hopper



4 comentários:

  1. Raisa do céu!
    Esse bateu fundo.
    Da sua simplicidade e musicalidade que eu gosto!
    Abraços sustentáveis!

    ResponderExcluir
  2. Ô Vini, que massa que você gostou!!! Acho que é a primeira vez que alguém comenta a musicalidade bem levinha, bem sutil que eu tento dar aos poemas! Abração!!

    ResponderExcluir
  3. Acho que o que eu mais gosto nos poemas é a musicalidade. É isso que dá gosto de ler. Leio memo um poema vezes e vezes tentando achar a musicalidade que ele mais se encaixa! Esse ficou lindo!

    ResponderExcluir
  4. Você faz umas leituras muito boas mesmo, dá pra sacar de cara!

    ResponderExcluir